Projetos realizados pelos Profissionais da Educação da E.M Norberto Schwantes



TÍTULO: COORDENADAS GEOGRÁFICAS: A CAÇA DO TESOURO
AUTORA: Edimélia Pommer Culere
SÉRIE: 6º ano Ensino Fundamental
COMPONENTE CURRICULAR: geografia

- O que o aluno poderá aprender com esta aula:
- Utilizar as coordenadas geográficas para a orientação em diferentes direções para encontrar o tesouro perdido;
- Perceber que a geografia está presente em seu cotidiano e que o seu uso é de fácil compreensão.
- Duração:  2 horas aula.
- Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com seu aluno:
O aluno terá que saber sobre coordenadas geográficas.

- Estratégias e recursos:
1ª AULA: Trabalhar os conceitos dos pontos cardeais (leste, oeste, norte e sul). Exercitar as noções de lateralidade: mão direita leste (onde o sol nasce), mão esquerda oeste (onde o sol se põe), à frente norte e atrás o sul.



2ª AULA: Dividir a sala em dois grupos. Esconder dois prêmios no pátio da escola que será o “tesouro” a ser encontrado. Montar dois mapas distintos, com pistas espalhadas pelo caminho, até levá-los ao seu tesouro. Um grupo por vez irá procurar o tesouro, cada qual utilizando o seu mapa.

Grupo 01:
1ª pista: ao sair da sala de aula andar 20 passos para leste; 15 passos para norte e 12 passos para oeste. Neste local encontrarão a segunda pista.
E assim sucessivamente, vão encontrando as pistas, até encontrar a pista que indicará finalmente o tesouro. Quanto mais eles encontram pistas, mais exercitam as noções lateralidade.

O grupo 02 inicia a sua caça a partir do local do tesouro escondido do grupo 01.

Recursos complementares:
CALLAI, Helena Copetti; CASTROGIVANNI, Antonio Carlos; KAERCHER, Nestor André. Ensino de Geografia, práticas e textualizações no cotidiano.
Avaliação: Os alunos bem como seus grupos, serão avaliados de acordo com a precisão que seguirem as pistas, e a forma de como trabalharão em grupo. Além da observação do seu empenho com a utilização de cada um com o uso dos pontos cardeais.
Palavras-chave: pontos cardeais; orientação; localização.




·         Título: Verminoses
·         Autoria: Kelin Cristina Miorando Pommer
·         Série: 6ª série
·         Componente curricular: ciências
·         Escola:  Municipal Norberto Schwantes

·         O que o aluno poderá aprender com esta aula:
- Identificar as principais espécies de vermes, formas de reprodução, bem como, os tipos de doenças e sintomas provocados no ser humano.
- Conhecer os locais de habitação, formas de contaminação e de tratamento.
- Compreender as formas de prevenção das doenças provocadas pelos vermes estudados.
·         Duração:
08 aulas de 55 min. Cada
·         Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com seu aluno:
De maneira informal, promover uma conversa com os alunos a respeito do assunto, instigando-os a comentarem sobre seu conhecimento com relação a “vermes”: se já adquiriram alguma doença provocada por vermes? Como descobriram que estava doente? Como foi a forma de tratamento? Que dores sentiram? Por que adquiriram essa doença?
·          
       Estratégias e recursos:
         
1ª e 2ª aulas
No primeiro momento, após a conversa realizada em sala, levar os alunos no laboratório de informática, em duplas para pesquisar na internet as espécies de vermes: forma de reprodução, formas de contaminação, tratamento e prevenção das doenças.


    
Ascaridiase – Popularmente conhecida como, Lombriga

   
Schistossoma mansoni: parasita responsável pela esquistossomose, popular, Barriga d´água.

           3ª aula
No segundo momento orientar os alunos para que organizem as informações encontradas em forma de texto. É interessante que os textos apresentem ilustrações, figuras, fotos.  Após, promover uma leitura desses textos.

 4ª aula
Para maior compreensão dos alunos, encaminhar algumas atividades referentes à pesquisa e explicação: Questionário, apresentação de trabalhos em grupo.

5ª aula
Organizar uma palestra com enfermeira do posto de saúde local, na escola, para complementar o que já foi estudado.

6ª aula
Na maioria das vezes, o aluno limita-se a expor suas dúvidas. Por isso  é interessante promover um circulo na sala, para uma conversa aberta e descontraída a respeito do que eles sabiam e o que eles aprenderam no decorrer das aulas.

7ª aula
Promover uma dinâmica de assimilação do conteúdo. O professor elabora várias questões relacionadas ao conteúdo, divide a sala em dois grupos, em um espaço grande, posiciona os dois grupos de frente, um para o outro com uma distância considerável e no meio coloca-se uma bola.
 O Professor inicia a dinâmica, ao término de cada pergunta um apito deve ser tocado e a equipe que souber a resposta deve correr ( apenas um componente de cada equipe) e a primeira que pegar a bola e correr de volta para a equipe sem ser tocado pelo adversário tem o direito da resposta, se quem estiver com a bola for tocado, passa o direito de resposta para a outra equipe. A  equipe que acertar mais respostas vence.

·         Recursos Complementares:
Ciencias e Interação: 6º série / Alice Costa; ilustração Luiz Moura, Angela Giseli de Souza. - Curitiba: Positivo, 2006.
Projeto Araribá: Ciências / Obra Coletiva, concebida, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna; editor responsável José Luiz Carvalho da Cruz. - 1.ed. - São Paulo: Moderna, 2006.

·         Avaliação:
O processo de avaliação pode ser feito durante as aulas, principalmente no momento da dinâmica. Orientar também os alunos na produção de um texto que destaque suas ideias sobre as principais espécies de vermes, formas de reprodução, habitat bem como, os tipos de doenças e sintomas provocados no ser humano.
·         Palavras- chave:
Saúde – Informação- verminose






Título:  Barroco: um período de contradições
Autora: Roseli Careno Guermandi
Co – autora: Elenir Fátima Fanin
Público alvo: 1º ano do EM
Escola Municipal Norberto Schwantes - Terra Nova do Norte - MT












Dados da Aula
- O que o aluno poderá aprender com esta aula
- Conhecer sobre a história, a arte e as características literárias do período literário Barroco;
- Comparar o período literário Barroco com o período atual;
- Desenvolver textos orais com raciocínio crítico reflexivo sobre o assunto em debate;
- Escrever textos sobre o assunto com coesão e coerência textual;

- Duração das atividades: 8 aulas de 55 min. cada

- Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
- Leitura e produção de texto, importância da arte e literatura, principalmente a renascentista.

Estratégias e recursos da aula
1ª Aula  
- Iniciar aula contextualizando sobre o assunto: o período literário Barroco, perguntando aos alunos o que sabem sobre o mesmo, se já ouviram falar;
- O professor poderá levantar algumas questões sobre o assunto, tais como: o significado da palavra Barroco, quando ocorreu e imagens de destaque do período;
- Em seguida orientar os alunos para se organizarem em grupos e distribuir uma apostila organizada pelo professor com o assunto em estudo: contexto histórico, literário e artístico do período e análise de textos poéticos;
- Os grupos farão a leitura de todo os textos para que tenham o conhecimento de todas as informações. Porém, o professor poderá organizar os grupos, dividindo o assunto em tópicos. Cada grupo apresentará um tópico. A divisão poderá ser: grupo 1: contexto histórico; grupo 2: características literárias do período; grupo 3: principais autores e obras de destaque, grupo 4: a arte barroca.
- Para facilitar a aprendizagem e apresentação oral dos grupos, orientar os alunos que escrevam um texto contendo as ideias principais do tópico em estudo.
- Os textos entregues aos alunos foram retirados de vários sites: Acesso em:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Barroco#Artes_barrocas   e http://pt.wikipedia.org/wiki/Barroco_no_Brasil      dia 24/07/2012

2ª Aula
 - Organizar a sala de aula em semicírculo para que os grupos de alunos possam apresentar oralmente a parte de seu trabalho para os demais da turma.
- Após cada apresentação o professor poderá complementar as discussões conforme for necessário.
- Para finalizar as reflexões sobre o tema em estudo o professor poderá passar alguns vídeos que tratam do assunto, encontrados no You Tube.
- Resumo sobre a literatura barroca: http://youtu.be/9plwbaowCA8
- Sobre a arte barroca:  http://youtu.be/oRcv_1I7_6s
- Análise da obra de Bento Teixeira: Prosopopéia: http://youtu.be/WdUgmpYdgGk

3ª Aula
- Levar os alunos à sala de vídeo para assistirem o filme “Sombras de Góya”. Para tal fazer uma breve discussão sobre o mesmo, levantando algumas questões importantes que os alunos poderão observar durante o filme, tais como: enredo, tempo e espaço dos fatos ocorridos, personagens, temática que o enredo propõe, etc...

4ª Aula
- Em sala de aula, no grande grupo, propor a discussão e análise do filme considerando os apontamentos indicados na aula anterior.

5ª Aula
Propor aos alunos uma produção de texto individual, se utilizando do modo de organização discursiva dissertação. Orientar os alunos para a importância da estruturação do texto: introdução, desenvolvimento e conclusão; para o uso correto da ortografia, pontuação, coerência e coesão; reforçando que o processo de produção de um texto requer reescrita das ideias tantas quantas vezes for necessário para que o mesmo se constitua de fato um Texto.


Avaliação
Os alunos serão avaliados nessa aula conforme:
- Participação nas atividades de grupo e apresentação dos trabalhos propostos;
- Interesse, dedicação e compreensão da temática proposta no ato da elaboração dos textos, tanto de grupo como individual.

Recursos complementares
CEREJA, Wiliam Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português Linguagens 1. 7ª edição, reformado, São Paulo; Saraiva, 2010.
Retirado do livro: Língua e Literatura dos autores Carlos Emílio Faraco e Francisco Marto Moura, Vol.1, 38ª edição, editora ática, 1996.

Palavras chave: barroco; literatura; arte; leitura e produção de texto




Título: A importância das Plantas Medicinais
Autora: Janete Aparecia  Miorando
Co- autora: Edileusa Aparecida da Silva
Público Alvo: alunos do 5º Ano Ensino Fundamental
Componente curricular: ciências
Escola Municipal Norberto Schwantes - 9ª agrovila - Terra Nova do Norte - MT

O que o aluno poderá aprender com esta aula:
·         Analisar sua educação alimentar;
·         Observar a germinação das plantas;
·         Identificar as parte das plantas;
·         Conhecer o nome científico das plantas;
·         Desenvolver noções de espaço;
·         Produzir textos;
·         Comparar diferentes medidas;
·         Analisar o clima das regiões;
·         Localizar no mapa limites de estados.
Duração:
A previsão é de um semestre, ou seja, de 4 a 6 meses de duração, pode variar de acordo com a necessidade apresentada ao longo do projeto e das atividades que forem inseridas.

 Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Para a realização desta atividade é necessário que o professor faça uma investigação prévia sobre o conhecimento dos alunos acerca do tema a ser trabalhado e dos conhecimentos que trazem de casa. É importante que os alunos sejam capazes de explorar oralmente suas idéias e de seus colegas, levar os alunos a analisar quais medicamentos químicos e quais os medicamentos naturais que a família faz uso.

Estratégias e recursos:
1º momento
O professor poderá sentar em círculo com seus alunos, para realizar um diálogo a cerca do tema, instigando assim o conhecimento prévio de cada um. Deixar cada aluno falar sobre os remédios que já tomou ou que está tomando, tipos de chá que mais gosta e por que gosta.
 Fazer uma lista no quadro, de acordo com o que cada um vai falando. Conversar com os alunos sobre as ervas medicinais, quais eles conhecem e fazem uso e em seguida pedir para que elaborem um comentário em seu caderno sobre o que foi discutido, levando em conta as anotações feitas na lousa.
Ao final, pedir aos alunos que tragam para a próxima aula algum tipo de chá que tenham em sua casa e pedir à sua mãe para que serve.   

2º momento
No início da aula retomar o que foi comentado no dia anterior, em uma mesa expor o que cada criança trouxe analisar com os mesmos o tipo da folha, raiz, flor e caule. Deixar cada aluno falar sobre sua planta e para que serve.
 Separar uma pequena parte de cada chá e com muito cuidado levar os alunos até a cozinha da escola e preparar os chás. Levá-lo até a sala onde cada aluno deverá provar um pouquinho da cada um e escrever em seu caderno o que sentiu.
Após a escrita selecionar alguns textos e fazer, juntamente com os alunos, a correção ortográfica, a pontuação, a acentuação e a concordância, escrevendo os textos na lousa.    

3º momento
Ao iniciar a aula pegar o que sobrou das partes dos chás do dia anterior e separar as folhas por espessura, cor, forma e tamanho, em grupos fazer cartazes para expor em forma de mural o nome popular de cada tipo de chá trabalhado, após os cartazes prontos e expostos, desenhar  e escrever em seus cadernos quais os chá que eles mais gostam de tomar, por que, e escrever o nome popular de cada um.
Levar os alunos ao laboratório e deixá-los pesquisar o nome científico de cada chá trabalhado, qual região podemos encontrá-los em maior quantidade, fazer todas as anotações em seus cadernos e ao retornar para a sala cada aluno deverá expor para seus colegas o que descobriu. Orientar para que os alunos façam uma lista das localidades ou estados em que encontraram as plantas medicinais.
5º momento
A iniciar a aula retomar a lista dos estados e localidades pesquisadas no dia anterior, através do mapa localizar onde eles moram e a partir daí localizar os estados pesquisados sobre as plantas. Com isso inicia-se um trabalho sobre estados e capitais, pontos cardeais, localização do sol e outros conteúdos que forem surgindo ao decorrer da aula.  

6º momento
Iniciar a aula falando aos alunos da importância de organizar uma horta na escola com as plantas medicinais.  Assim, encaminhá-los ao Laboratório de informática para pesquisar no Google sobre os diversos tipos de horta, orientando-os para buscarem a forma mais viável de organizar uma na escola.  Orientar os alunos para que façam os registros no caderno de campo e socializarem em sala de aula sobre o que cada um pesquisou.
Mostrar as diversas possibilidades e destacar a horta suspensa como uma das mais viáveis para a realidade da escola, pela falta de espaço que temos.

7º momento
Elaborar com os alunos um esquema de horta suspensa. Organizar uma saída para coletar na comunidade embalagens para o plantio dos chás. Recolher adubo. Voltando para a escola fazer os registros no caderno.

8º momento
Preparar a terra, furar as embalagens, plantar as mudas e organizar um espaço para pendurar as vasilhas. Pegar uma grade de cama e pendurá- la em lugar fixo. Em seguida com arame cozido pendurar todas as vasilhas que foram plantadas  de forma que os alunos possam alcançar no momento de molhar ou mexer na terra. Voltando para a sala fazer o registro novamente, sobre todo o processo.  

9º momento
Observar o que foi feito, e em sala comentar todo o processo de desenvolvimento do trabalho. Cada aluno faz seu registro e escreve em seu caderno de campo o que aprendeu no decorrer do trabalho.

Recursos Complementares

Durante esse trabalho da pesquisa e experimentação os alunos precisarão de Caderno, Lápis, borracha, frascos descartáveis, arame liso, máquina fotográfica, laboratório de informática, caderno de campo, enxada pá e grade de cama.
 Avaliação
A avaliação será realizada ao longo de todo o processo e deverá ser considerado: o interesse do aluno pelo assunto trabalhado, sua participação e envolvimento nas diferentes situações propostas; a interação e reflexão em grupo, a compreensão da temática, por meio da expressão de suas ideias, sentimentos, observações e conclusões. E os registros no caderno de campo, servirão de base para as correções ortográficas e gramaticais serão feitas de forma coletiva em sala de aula.





Autora: Professor. Éderson Schaedler
Componente curricular: biologia
Escola Municipal Norberto Schwantes 9ª agrovila
Terra Nova do Norte - MT
Atividades desenvolvidas com alunos do 2º ano do ensino médio

 Título: A importância dos fungos em nossa vida
DADOS DA AULA
O que o aluno poderá aprender com esta aula
- Compreender a diversidade de fungos existentes na natureza e suas importâncias para a indústria e também seus malefícios e benefícios para o ser humano;
- Compreender de que forma ocorre a reprodução dos fungos e quais mecanismos utilizados por eles para sua reprodução;
- Compreender quais os locais que os fungos conseguem se instalar com mais facilidade.
Duração das atividades
Cada atividade terá duração de 40 minutos, total de 200 minutos.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno.
- Conversa com os alunos sobre a importância dos fungos na natureza e também seu valor na indústria, agricultura, alimentação e seus malefícios para a saúde dor ser humano.
Estratégias e recursos da aula
Atividade 1 – introdução sobre os fungos
Duração: 40 minutos
Local: sala de aula
          
No início da aula o (a) professor (a) poderá fazer uma breve introdução do tema falando, sobre o assunto “fungos“.  Através de uma sondagem, procurar saber o que os alunos conhecem deste conteúdo, e para o complemento da aula solicitar aos alunos como tarefa para casa, fazer uma observação os tipos de fungos que conhecem no ambiente onde vivem.

Sugestões de vídeos: 



Atividade 2 – morfologia dos fungos
Duração: 40 minutos
Local: sala de aula
 Com os conhecimentos trazidos de casa, sobre os fungos, pedir para os alunos fazerem uma descrição do tipo do fungo que observou, por exemplo, cor, tamanho e formato do fungo, também em que tipo de ambiente observou mais fungos, em locais mais úmidos ou em ambientes secos.
  
 Atividade 3: reprodução dos fungos
Duração: 40 minutos
Local: sala de aula
Depois da observação feita em casa e o relato dos mesmos em sala, incentivar os alunos a fazer uma pesquisa na internet, sobre a reprodução dos fungos.
Levar os alunos no laboratório para que realizem uma pesquisa sobre a reprodução dos fungos e quais os mecanismos que são utilizados pelos fungos em sua fecundação.

Atividade 4 – malefícios e benéficos dos fungos ao ser humano
Duração: 40 minutos
Local: sala de computação            
Com a pesquisa realizada na terceira aula sobre o processo de reprodução dos fungos, pedir aos alunos que façam uma pesquisa sobre os malefícios e benefícios que os fungos causam a espécie humana e sua importância para a indústria alimentícia.
    



Atividade 5- Apresentação
Duração: 40 minutos
Material: computador e  Data show
Local: Sala de aula            
Para finalizar, o (a) professor (a) poderá pedir aos alunos fazer uma apresentação de slides com imagens de fungos, para apresentar não só a sua turma, mas sim para toda a comunidade escolar.
Recursos
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/espacoDaAula.html
Avaliação
 Orientar os alunos para produzirem um texto sobre a diversidade de fungos existentes na natureza e sua importância para a indústria, malefícios e benefícios para o ser humano, a reprodução dos mesmos e seu habitat.

video









Nenhum comentário:

Postar um comentário